"Os que sonham de dia são conscientes de muitas coisas que escapam aos que sonham apenas à noite. (Edgar Allan Poe)"

Menu

Postagem em destaque

Fim deste blogger

Na Blogesfera desde 2009 venho comunicar o fim deste blogger e deste trabalho durante muitos anos com vários Blogger tentei passar o que...

Fim deste blogger



Na Blogesfera desde 2009 venho comunicar o fim deste blogger e deste trabalho durante muitos anos com vários Blogger tentei passar o que sentia, mas tudo na vida são ciclos e é hora deste se fechar decreto agora o Sepultamento Do blogger Medieval Epicus e Poemas de Medieval Epicus, a morte chega, tudo tem um fim! Deixarei por alguns dias  o mesmo no ar como uma especie de velório, antes de sepultar este trabalho! ilusão Tudo é uma grande ilusão...

Frases e Pensamentos Filosóficos - Medieval Epicus


Filosofia Medieval Epicus - Quando você precisa de alguém todos lhe viram as costas, a natureza do Ser Humano é asquerosa, quando você precisa de alguém todos se escondem, porque o Ser Humano é podre, sujo, imundo. A hipocrisia humana atingiu os limites da crueldade. Sozinho você estará no seu sofrimento, sozinho no choro, na dor, ninguém estenderá a mão para te ajudar; porque o Ser Humano esta imerso em seu egoísmo eu não acredito na humanidade! Não creio no Ser Humano. Sei que vou carregar minha dor sozinho!


Todos os Direitos Desta Obra Pertencem ao Autor - Medieval Epicus - divulguem, Compartilhem, Copiem, mas não Modifiquem a Obra Nem Retirem os Créditos do Autor!

Nada - Demo - caminhando Para Morte - Medieval Epicus

Todos os Direitos Desta Obra Pertencem ao Autor - Medieval Epicus - divulguem, Compartilhem, Copiem, mas não Modifiquem a Obra Nem Retirem os Créditos do Autor!

Marcha Suicida - Instrumental Depressivo Melancólico - Medieval Epicus

Faixa 1 da Demo - Inútil Existência - Medieval Epicus, Depressivo, Instrumental Melancólico! Marcha Suicida - Medieval Epicus - Demo - Inútil Existência -             https://soundcloud.com/epicus-medieval/sets/medieval-epiucus-in-til-exist


Pensamento Filosófico - A Ilusão Da Vida - Medieval Epicus

A Ilusão Da Vida: Passei um grande período da minha vil existência procurando entender a vida! por que aqui estamos? Qual a finalidade?Para onde iremos? Porque tanto sofrimento neste curto espaço de tempo na terra! Então imaginei o vazio. E se não existisse mundo? Nem humanos? Nem forma alguma de vida? Então vi o vazio a escuridão, e o silêncio tenebroso! E minha patética alma desejou fugir! Não chegou a conclusão alguma. E senti a dor imensa devastando meu Ser. Pensamento Filosófico
- Medeval Epicus

Poema - O Clamor Da Dor! - Autoria Medieval Epicus

Estar sozinho é amargo           Viver em eterna dor.                 Quem suporta este fardo?       Odiado a vagar sem amor.       Onde está meu único amigo?      Me espera no derradeiro momento...                                   O caixão é meu abrigo!          Livrará me deste tormento.       Como é ser odiado?           Ninguém entende está dor,           Sozinho e amargurado,           Sangrando, clamando amor!            Minha alma padece tormento.    Entoam meus gritos de dor!      Enfim, finde meu sofrimento!        Eu clamo sangrando,                 Um pouco de amor...             Poema - Autoria - Medieval Epicus

O Desabafo do Desprezado - Poema Autoria - Medieval Epicus

O Desabafo do Desprezado! Medieval Epicus.                                                              Como é ser odiado... Me pergunte e responderei, as pessoas não sentem o mal que lhe fazem! Como é ser odiado e desprezado pelo que se dizem seus, amargura e pranto derramado. Outrora fui criança sim uma criança diferente de todas sim, todos de mim fugiam! Deveras lembro com coração sangrando pessoas próximas e queridas, meu sangue, amigos,colegas todos fugiam de uma criança que tinha sonhos e era vista como um doente. Não fazem idéia de quanto machucaram nem o mal que causaram a um coração que um dia tentou sonhar, a criança foi se isolando e vendo sua inferioridade perto dos que a desprezavam! Sim vocês que teriam que ser mais próximos foram os que com nojo e asco se afastaram. então a criança em seu mundo de ilusão foi crescendo; mas o desprezo que sentia continuava o mesmo, não me chame de maníaco depressivo! Não preciso ouvir o que sei, sim pessoas do meu sangue me viam e ainda me vêem como um louco... Talvez o seja, sim um louco, incompreendido que somente sonhou com o amor! Aonde estão vocês? Me digam! Já não os conheço mais, já não conheço mais nada, quem sabe a depressão e o desprezo ofuscou minha mente doente. Não sei talvez... Então em vão foi a juventude perdida; continuei sendo odiado mas por um momento meu coração enganei... Quem me ama? Aonde estão vocês? Eu grito malditos respondam! Qual o prazer de aniquilar o coração de um ser com desprezo! Desgraçados inúteis, como é o prazer de desprezar alguém? Me contém, quero entender? Então um ser escabroso e mal de coração perverso, sangue meu disse-me: você sempre foi estranho, desde sua meninice você foi depressivo, vai se tratar seu louco! Com toda minha dor sentei e chorei sim minha alma chorou a dor do mundo de todo mundo que tentei carregar em minhas costas, de todo depressivo desgraçado que via a sofrer como Eu chorou todas as crianças com fome, toda dor do mundo, todos que apodrecem em seu leito de morte e continuou a chora com todas injustiças e maldades do mundo! Sim chorei e sangrei por todos desprezados que como Eu, apenas gritavam pedindo amor, chorei e minha alma se rompeu e rasgou, sangrando por anos a fio como uma hemorragia que nunca cessará! Aonde estão vocês? Hoje ainda a vagar o desprezado em vão clama atenção, e grita com o que resta de suas forças. Hoje já velho e cansado continuo a ser desprezado implorando apenas atenção. Sim em vão ainda tento talvez ainda haja tempo antes de repousar em meu caixão. Malditos aonde estão vocês, só escuto o silêncio! Sim o silêncio mortal dos incoerentes, que fingem não ouvir o clamor para não carregar a dor do mal que a mim fez! E a vida segue... a rotina segue! As festas. Confraternizações, almoços, bebedeiras... Chega! Eu não suporto mais tanta hipocrisia parem imploro. Se não querem dar atenção a este desprezado que morre a cada segundo vagando  nesta vil existência, façam isto a outra alma desgraçada como Eu, e palavras machucam mais que golpes de espada, elas ainda ecoam dentro deste corpo fétido, podre em decomposição que carrega uma alma morta, desprezada que em vão esperou o amor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
☥ Medieval Epicus® ☥ © Copyright | Template By Mundo Blogger |